Saturday, May 13, 2017

Dança, dança comigo...

Dança, dança comigo
dança até ao fim dos tempos
finge que me segues, que vens comigo
prometo-te que nada mais serei
senão o que sempre fui...o teu amigo

Sei que sentes
como eu te amo, como eu te adoro...
não existe nenhuma outra razão
senão essa quando agarras a minha mão

Vem comigo, vem,
vamos começar de novo...

Fica próximo de mim,
Eu não sei se algum dia
saberei estar perto de nós
num abraço sem fim

Dança, dança comigo
pode ser que numa fracção de segundo
nos encontremos por aí,
tu à procura de ti
e eu simplesmente à procura de mim...!

P.RestLessMind x(2017)

Finitude...

The fragility and the disease when it happens to whom we like, paradoxically, instead of approaching sometimes simply distances us ... But...