Saturday, March 1, 2014

The Body...

On these bodies there is skin, thin skin, thick skin, dry skin, smooth skin, wet skin, cold skin, warm skin, open skin, needy skin, changed skin, offered skin, touched skin...
and beneath the skin there is matter, bones, fine-boned, thick bones, long bones, short bones...
and over the bones and around them there is muscle, much muscle, little muscle, strong muscle, weak muscle...
and with the muscles and under them, over them and with them, there is fat, high fat, low fat, thick fat, thin fat, good fat, bad fat...
and there are arteries, very tiny arteries, large arteries, narrow arteries, wide arteries and within them, there are
fluids, fluids of blood, thick blood, thin blood, red blood, fresh blood and there are organs, different organs, with many names and more functions, doing what they are supposed to do,
sometimes right, sometimes wrong, sometimes not, sometimes hurting and sometimes simply shuting down,
asking no permission, no sorry, and is not because of you, it is like that, just because, because it can.
And in the end, it's just a body, a body that is single, unique, like yours, like mine.
Our bodies, yours and mine united forever!
Lv u!!

P.RestLessMind x

---- (Portuguese Version)

Nestes corpos e debaixo desta camada de pele, pele fina, pele grossa, pele molhada, pele seca, pele suave, pele fria, pele quente, pele disponivel, pele carente, pele oferecida, pele dada, pele trocada sendo pele, pele simplesmente dada e
há materia, ossos, ossos finos, ossos grossos, ossos longos, ossos curtos e
sobre eles e à sua volta existe músculo, muito músculo, pouco músculo, músculo forte, musculo fraco e
com os musculos e debaixo deles, sobre eles e à volta deles, existe gordura, muita gordura, pouco gordura, gordura grossa , gordura fina, gordura boa, gordura má e
existem artérias, artérias pequeninas, artérias grandes, muito grandes e artérias estreitas, artérias largas e existem fluídos, muitos fluídos, alguns feitos de nada, outros feitos de sangue grosso, sangue fino, sangue vermelho, sangue fresco e
depois existem os órgãos, muitos orgãos, orgãos que deviam existir e outros que não existem, órgãos com a mesma batida, com a mesma função, com a mesma vida, às vezes fazendo bem, às vezes não, às vezes mesmo doendo, doendo muito, desligam-se e adormecem num sono profundo, estão lá mas não estao, presentes, não estão acordados, não pedem desculpa, não por causa de ti, nem por nenhuma razão, é só porque é assim, assim mesmo, simplesmente porque sim.
E, no final, é apenas um corpo, um corpo que é único, singular, como o teu, como o meu.
O nosso corpo, o teu e o meu unidos para sempre!!!
Só para ti, Amor !!!!

P.RestLessMind x

Finitude...

The fragility and the disease when it happens to whom we like, paradoxically, instead of approaching sometimes simply distances us ... But...